O que seria aprender a “distribuir afeto”?

Compreender a importância de que a circulação não se concentre em nenhum ponto particular. Advertir que, se em todos os lados há um pouco, isto quer dizer que há muito à disposição de todos e que só é necessário aproveitar as múltiplas oportunidades para que essa abundância se manifeste.

Por exemplo, um sintoma típico da Lua em Capricórnio é não festejar seu aniversário, porque “bom, se realmente é um dia à mais, um dia como qualquer outro...”. Na realidade, constituir-se em um foco central das manifestações de afeto de muita gente à levaria a experimentar uma abundância emocional desestruturante, mas muito nutritiva. Por isso, atrever-se a festejar o próprio aniversário é realmente um grande progresso para esta Lua. Significa expor-se aos demais, que lhe digam “te queremos”, sem obrigar-se a fazer nada para obtê-lo.

Não vale organizar “o aniversário do século” onde o mesmo aniversariante seja quem ponha a música, sirva as bebidas e atenda aos convidados, trabalhando o tempo todo para que a festa seja maravilhosa. A chave é ficar tranqüilo, desfrutando, recebendo os presentes e sentindo que tudo é para ela. Já podemos imaginar que esta situação é “dinamite” para a Lua em Capricórnio, tanto como um vínculo que não mande nada e deixe livre, para uma Lua em Escorpião.

Aquelas situações em que não se repetem o que o mecanismo pretende conformar, resultam terapêuticas e curativas, porque rompem com o circuito do mecanismo. No caso da Lua em Capricórnio, quando se permitem esse tipo de situação a pessoa compreende que a escassez não é o real de sua vida, pelo contrário, percebe que há muitas pessoas que a querem muito, mas que ela não fazia os movimentos necessários para que isto se manifestasse da maneira como os demais desejavam fazer. E que fazia os movimentos contrários, porque pressupunha a escassez.

Se a pessoa recebe de pronto uma demonstração muito grande de afeto... pode escapar?

Quem pode escapar diante disso são a Lua em Escorpião ou a Lua em Aquário. A Lua em Capricórnio reagirá “colocando-se a fazer algo” porque, profundamente, não pode compreender e não acredita que o afeto venha se não está associado a um desejo ou um comportamento “exemplar”. Abre-se - especialmente nas primeiras fases do mecanismo - sente que a emoção a invade porque registra que necessita mais afeto do que acreditava necessitar, o qual é muito arriscado porque a expõe ao terror da frustração. Seu sistema funciona melhor anestesiado e por isso se retrai, se contrai e se fecha em si mesma.

Me custa diferenciar a austeridade desta Lua, com o Sol em Capricórnio...

Em todo caso, o Sol em Capricórnio toma decisões racionais que minimizam as necessidades em função de um desejo. A Lua em Capricórnio é, no contato, um movimento totalmente emocional que, diante do pânico ou a frustração - e já está certa de que vai acontecer - não pede. Mais ainda, nem se quer pede a si mesma afeto, dinheiro, prazer, descanso e valorização.

10 comentários:

dharma dhannyael disse...

muito bom, ótimo, perfeito. Muito grata este texto é acadêmico . dhannya

Lara disse...

Obrigada por participar!

Camille Bastos disse...

A lua em capricórnio teria uma tendencia a sentir-se coitado?

Lara disse...

Ola Camile.
Não diria assim, não se trata de ser "coitado", mas de não esperar o afeto, porque com a Lua nesse posicionamento o grande apredizado é perceber que NÃO se precisa de tanto afeto, que pode se auto-nutrir e ainda ter o que dar. Até que o talento possa se manifestar passa por muita solidão até descobrir que ela é a sua própria força criativa. Beijocas e obrigada pela participação.

ESCOLA INDAIATUBA DE POLE FITNESS disse...

Tenho essa lua e me dá desespero porque me sinto muito sozinha, mas guardo tudo pra mim e não peço afeto, acho que estou sempre incomodando e que ninguém é capaz de me amar. Sinceramente sinto que sou e sempre serei sozinha, mas não gostaria de ser. Preciso muito do carinho de quem gosto, mas não sei pedir, não sei me declarar e tudo que faço ninguém entende, quando acho que estou sendo explícita, ainda deixo dúvidas nas pessoas! Não queria ser assim!! Tenho certeza que essa é a pior lua que se pode ter... rsrs

Ps: ótimo texto, perfeito!! E... será que nós com lua em capricórnio temos salvação??

Lara disse...

Hehehehe.
Claro que temos salvação, não é simples, mas temos que transformar essa solidão em força interior, na capacidade de auto-gerar, auto-nutrir e ao sabermos que funcionamos assim, temos que aprender a arriscar, colocar "a cara pra bater", tentar ser mais clara em nossas solicitações de afeto, então as coisas começam a se modificar, ainda assim, sempre precisaremos menos, e o pouco que conseguirmos será tão imenso que bastará.
Obrigada por participar.
Abraços

ESCOLA INDAIATUBA DE POLE FITNESS disse...

Você também tem essa lua? Rs
Sim, realmente sou menos carente que a maioria das pessoas, mas ainda sim me apaixono e adoro imaginar romances de contos de fada kkkk onde posso dizer tudo que normalmente não digo por falta de coragem. É um pouco.triste pensar em me bastar, ser auto-suficiente, tenho tentado arriscar mais, mas não tem dado muito resultado por enquanto... resolvi focar no trabalho e tentar esquecer os relacionamentos, que é meu único motivo de ficar triste... Tenho uma amiga querendo se passar por mim pra me ajudar a desencalhar kkkk mas não acredito que isso funcione.

Lara disse...

Sim... essa também é a minha Lua e confesso que depois de fazer as "pazes" com ela não a troco por nenhuma outra, afinal se eu não tivesse esse posicionamento não seria eu, e eu gosto do que sou. Tenho certeza que você também gosta de quem é!
Obrigada sempre.
Abração.
Lara

Bruna .' disse...

Oi Lara.. amo seu blog e resolvi fazer um comentário principalmente depois que vi que tens essa lua. Sou libriana, e ando conhecendo um Ariano com o mesmo ascendente que eu (sagitário) que tem lua em capricórnio, na casa 1. Todos os textos sobre a lua em capricórnio bateram com ele, o que conheço dele e tudo mais. Queria sua sincera opinião.. Você acha que é possível uma lua em leão, que é a minha, entender essa aparente "frieza" de uma lua em capricórnio a longo prazo? Sei que depende de todo o mapa, mas não quero abusar. Só isso já seria bom pra mim. ^^ obrigada.

Lara Moncay disse...

Olá Bruna, acho bem complicado, mas os outros aspectos e posições planetárias irão ajudar. Se passares por aqui novamente conte como foi ou está sendo esse relacionamento.
Grata por todos os comentários.