Corpo e saúde

Outro aspecto importante dessa Lua, como podemos presumir ao tratar-se de Virgem, são os temas relacionados com a saúde. Por um lado, é evidente que a atenção dispensada sobre o funcionamento ordenado de um sistema e interesse correto do corpo será muito grande. Se o mecanismo lunar pode ver-se afetado por um detalhe fora do lugar no mundo externo, com razão se verá afetado pelo corpo; a tendência à hipocondria de Virgem aqui se vê maximizada, especialmente no tocante ao funcionamento perfeito do corpo. A tendência à fazer dietas purificadoras, o seguimento de uma alimentação restritiva, a ingestão de substâncias - naturais ou não - em que confiam para regular o sistema, são traços freqüentes destas pessoas.

A preocupação com a própria saúde ou dos outros podem estar relacionados com o afeto, mas de um modo sutil, o estar doente também está. Na história infantil de uma Lua em Virgem se escreveu na memória que “as poucas vezes que fui tratado como criança, foi quando estive doente”. Assim surge a associação inconsciente entre estar doente e obter afeto, este aparece “quando me comporto maduramente ou quando estou enfermo?” Por isso é muito comum que já adultos recorram inconscientemente a enfermidade para pedir afeto. Completando o quadro em relação a saúde, já dissemos que a falta de espontaneidade e negação, tudo aquilo que fica conhecido como desordem, faz com que muitas Luas em Virgem identificadas com o mecanismo não tenham outra maneira de escutar a si mesmas em suas necessidades profundas, e sim através das somatizações, quando o retido chega ao corpo através da enfermidade.

Como este eixo se completa com os anteriores, podemos deduzir que um comportamento hipocondríaco pode ser comum nessas pessoas, especialmente em períodos de grande insegurança ou crises emocionais. Em oposição à isto, a capacidade de cuidar da saúde dos outros, especialmente na prevenção de enfermidades e a atenção para os pequenos sintomas que são manifestação de processos mais profundos, é um verdadeiro talento desta Lua.

Nenhum comentário: