Quíron em Leão


Você é incapaz de relaxar e desfrutar cada momento de prazer de sua vida de forma  despreocupada, mas também pode conseguir atingir esse estado de livre expressão e chegar a extremos.  Sua espontaneidade foi reprimida durante a infância e agora você é hipersensível quando exposto ao ridículo. Para fugir dessas situações você pode assumir o papel de comediante para provocar risos na plateia, ou desenvolver uma aparência nobre e imponente, passando a imagem de uma pessoa fria e controlada e isso faz com que os outros se sintam miseráveis e ridículos.
Sua criatividade e sua capacidade de auto expressão podem estar bloqueadas, porque na infância você foi obrigado a renunciar a alguma forma de expressão criativa, ou sua criatividade foi usada como meio de controle por seus pais, por exemplo, mostrando seus dons a todo mundo. Também pode ter acontecido que um problema físico interrompeu uma carreira  artística promissora. Como compensação, você tem o dom de ajudar outras pessoas a se expressarem, e essa é sem dúvida, uma forma de você se realizar também.


Se na sua infância você não foi valorizado e aceito, agora pode ter a sensação de que tudo o que expressa não é bem recebido pelos outros. Ao tentar se expressar , pode se deparar com terror inexplicável e com bloqueios, resistência e conflitos. Atrás dessa aparente incapacidade encontram-se  dolorosas experiências do passado. É importante aceitar esses sentimentos, compreendê-los para poder superar essas dificuldades.  Se por um lado você tem falta de confiança, por outro, pode desejar inconscientemente vir a ser uma grande estrela, brilhar mais que qualquer outro, vir a ser um herói sem igual. Você pode passar muitas horas na frente do espelho e gastar muita energia, escondendo essas fantasias.
A beleza, a fama e a adulação, apesar de desejadas, podem lhe ser negadas.
Talvez você coloque os outros num pedestal, e corre o risco de se corroer de ciúme. É importante você reconhecer seu desejo de ser famoso, ter sucesso e fortuna, ser realizado no ramo artístico, porque se não, corre o risco de estragar e destruir as coisas que cria em sua vida. Suas feridas neste assunto continuarão abertas se você desviar suas aspirações criativas, ou
fingir que não têm valor, ou denegrir coisas que realmente são importantes para você. É importante distinguir entre criar para impressionar os outros e adquirir poder e prestígio, e criar pelo puro prazer de criar. Se conseguir se deleitar com o processo da criação, perceberá que a luta para ser famoso é inútil, pois a segurança interna, a paz interior, a autossatisfação, vêm do prazer de criar.
O sofrimento pode vir dos filhos: você pode ser incapaz de ter filhos, apesar de desejar intensamente isso; podem nascer natimortos ou com alguma incapacidade física ou mental; ou morrer em idade precoce; podem não lhe ter estima, ou pode haver inveja mútua, etc.  Mas os filhos também podem ser fonte de alegrias, e com sua franqueza, espontaneidade e sabedoria ajudarem você a se sentir mais amado e aceito, ajudando-o a superar os problemas de sua infância.
Nesta vida, você está sendo convidado a encontrar o centro criativo de seu próprio ser interno, em lugar de exibir ou aperfeiçoar alguma técnica criativa. Se seu senso de individualidade especial estiver bloqueado, você pode tentar fazer demonstrações cada vez mais pomposas e talvez inúteis para ganhar dos outros a estima que não possui por si própria. A jornada para encontrar a espontaneidade que perdeu, pode exigir certa ousadia na área de auto expressão: a arte dramática, o canto ou o desenho livre podem ajudar a restabelecer sua auto apreciação. Mas lembre-se, não faça nada disso para impressionar os outros, apenas para se divertir e deixar a criança interna vir à tona.
Você deve aceitar a criança aparentemente inútil que existe dentro de você, pois é sua parte desajeitada, inadequada e ingênua, sua parte inferior e infantil. Você pode se redimir se entrar em contato com experiências passadas de fracasso, rejeição e sofrimento e as aceitar, pois virá junto um sentimento de aceitação de si  mesmo, de compaixão por você e pelos outros.
A criança dentro de você está viva e precisa de espaço para trazer alegria e felicidade para sua vida. 
Pode ocorrer de ter comportamento sexual incomum, ou preferir abster-se sexualmente fugindo  ou negando para si mesmo suas necessidades sexuais. O importante é aprender a amar de corpo e alma, pois integrando a capacidade a amar  física e espiritual, poderá chegar a plenitude almejada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Como interpretar, então, Quíron em Leao na casa 10 conjunto a mercúrio e sol em virgem?

Agradeço infinitamente se puder responder.

Unknown disse...

Nossa vc me descreveu obg pela ajuda,!

Scheila disse...

Nossa, q análise maravilhosa, parabéns!